thumbnail A 2

O evento nos 100 anos da Revolução Soviética Educação e natureza em Karl Marx e Frederich Engels é o encerramento da disciplina com estes temas no programa de pós-graduação em Educação Ambiental e visa ampliar a discussão com professores/as e acadêmicos/as da FURG e externa. Ele se realizará de 19 a 23 de junho no campus carreiros. O público alvo serão os acadêmicos/as da disciplina, mestrandos e doutorandos do PPGea e demais acadêmicos da FURG e comunidade externa.

Vídeos para iniciar as discussões: https://drive.google.com/open?id=0B6A1QSZ-j4StMGJCcjhsYnB4RGM

 

Haverá transmissão ao vivo pelo facebook do observatório: https://www.facebook.com/observaconflitosRS

 

Programação:

progsemi

 Inscrição:

A inscrição deverá ser feita em:https://sinsc.furg.br/detalheseventos/580

Inscrições: 10 reais acadêmicos e comunidade; 40 reais professores/as.

A taxa de inscrição deverá ser depositada na conta corrente do EVENTO (Daniela Pieper):

BANCO SANTANDER, 0033   AGÊNCIA: 4305  CONTA POUPANÇA: 60-005091-3

Obs: você poderá enviar para o email do evento (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) , ou entregar no primeiro dia das atividades na assinatura da presença.

 

"No ano de 2017 se comemoram os 100 anos da REVOLUÇÃO SOVIÉTICA. Foi no ano de 1917 que trabalhadores, camponeses, soldados e marinheiros se levantaram e colocaram um fim numa ditadura do czar e da burguesia à qual explorava e saqueava sua população para financiar seu poder e sua luta na I guerra mundial iniciada em 1914. Em 1917, depois do levante das mulheres (março) e da greve geral, os dominadores são destituídos e é instalado um governo provisório. No entanto, o regime de dominação capitalista se mantém até novembro em conflitos permanentes, já que os sovietes – organização de base e auto-organizados e autônomos – ampliam-se e colocam um fim ao regime capitalista. Partidos, grupos, setores e entidades diversas participam destes processos de instituição do socialismo na URSS, sendo os mais conhecidos os bolcheviques liderados por Lênin, Trotsky, dentre outros. O processo pós-revolução permitiu experiências auto-gestionárias como dos marinheiros de Kronstadt e na Ucrânia com Makhno e o exército negro, dentre outras.

                No entanto, em decorrência do cerco pelos capitalistas, do ineditismo da experiência, do autoritarismo incrustado nas relações sociais, a não radicalização da autogestão no rumo do fim do Estado acabou, ao contrário, fortalecendo-o sob o controle do comitê central do partido. Reconhecemos que, houve melhoria das condições de vida, de educação, saúde, e até no desenvolvimento econômico na URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas); além do papel fundamental da URSS no fim do fascismo e do nazismo em 1945. Mas, também inspiradas na URSS os trabalhadores, os camponeses e a população pobre se levantaram na China (1949), em Cuba (1959), dentre outras. E outras infelizmente foram derrotadas, como na Espanha em 1935-36.

                Nestes 100 anos desta experiência, os organizadores e apoiadores deste evento, fazem uma homenagem a partir do relembrar e da discussão sobre a mesma; mas também, de obras de autores que a inspiraram, como Karl Marx e Friedrich Engels, focando os aspectos da relação da sociedade com a natureza, e também em como a educação e a natureza foram teorizados pelos dois autores."